Home Blog

A importância de uma criança aprender um instrumento musical

0

Os primeiros anos de uma criança são marcados por novas descobertas, tudo
é novidade. Inclusive, é por conta de tantas coisas para descobrir e explorar
que as crianças geralmente trocam muito rápido de brinquedo, por exemplo.
Matricular o seu filho numa escola de música, pode ajudar nisso.
Isso porque, aprender um instrumento musical na infância agrega disciplina,
concentração e persistência para as crianças. É uma forma lúdica de controlar
certos impulsos e outros sentidos.
É difícil encontrar alguém que não gosta de música, ela está presente desde a
formação do bebê na barriga da mãe. As canções de ninar são verdadeiras
aliadas dos pais, para acalmar os pequenos e embalar o seu sono.
Portanto, existem diversos benefícios em aprender a tocar um instrumento
musical, principalmente quando se começa desde cedo. Dessa forma,
preparamos esse artigo que traz mais informações sobre o porquê uma criança
deve entrar numa escola de música, confira!

Por que matricular o seu filho numa escola de música?
Na infância, é comum que as crianças fiquem entediadas rapidamente, e os
pais têm que sempre buscar uma maneira de distrair os filhos de algum jeito.
Aprender a tocar um instrumento ajuda a prender a atenção da criança. Assim
como também, estimula os sentidos: físico, intelectual e emocional.
Ou seja, uma criança aprender um instrumento musical é sinônimo de
aperfeiçoamento em vários setores atuantes no desenvolvimento humano.
Como por exemplo:
Coordenação motora:
Ao ter contato com instrumentos de percussão, violinos, violão e até mesmo o
piano, a criança começa a desenvolver a sua coordenação motora, assim como
uma boa postura.
O aluno aprende direcionar a atenção para cada necessidade, praticamente ao
mesmo tempo. E sabe que determinado movimento é fundamental para atingir
a nota certa.

Habilidades cognitivas:

Estilos musicais, mistura de sons e batidas, desenvolvem na criança a noção
de espaço, de concentração e memorização, assim como expande o
pensamento.
Dessa maneira, o cérebro fica mais ágil na resposta de outros estímulos.

Habilidades sócio-emocionais:
Ao fazer parte de uma escola de música, o seu filho aprende muito mais do que
tocar um instrumento. Ele constrói relações com o professor, os colegas, e
estreita o próprio relacionamento entre vocês.
Além disso, a criança também aprende a trabalhar em grupo, bem como
desenvolve a autoestima, autoconfiança e o autocontrole.

Outras considerações
Quando a criança começa uma aula de música, ela aprende a ter disciplina ao
treinar as notas musicais nos dias e horários corretos. É preciso manter o foco
no objetivo e persistir até conseguir aprender.
Dessa forma, a paciência é testada, pois não é de um dia para o outro que se
aprende a tocar uma música interira. Aprender requer tempo, e a criança levará
essa lição para outros campos da aprendizagem.
Contudo, se você gostou de saber mais sobre os motivos de uma criança
aprender a tocar um instrumento musical, é hora de matriculá-lo numa escola
de música. Compartilhe essas informações com amigos que, também são pais,
e contribua para o futuro promissor das crianças.

Como aumentar a concentração das crianças

0

A falta de concentração das crianças é algo natural, mas muitas vezes pode atrapalhar na aprendizagem escolar. Saiba que, por exemplo, aprender a tocar um instrumento musical pode contribuir com aumento de criatividade e concentração.

Ao aprender algo novo, uma criança se dedica e se empolga com isso. Quando se trata de aprender a tocar um instrumento musical a dedicação é maior.

Aprender a tocar uma canção completa, requer tempo, então é preciso treinar cada nota até atingir a melodia total. 

Esse processo já trabalha muito a concentração e disciplina, mas existem outros exemplos na música. Deseja saber quais são eles? Confira!

Afinal, como aumentar a concentração das crianças? 

A música está presente em vários momentos da nossa vida, existem pessoas que só conseguem fazer alguma coisa se estiver ouvindo música.

Para os estudantes, estudar escutando as suas canções favoritas é um método de absorver o conteúdo das matérias.

Não importa o estilo musical, a música tem o dom de nos envolver, acalmar, alegrar, entre outras emoções.

Mas como aumentar a concentração das crianças com música? Separamos alguns fatores que ajudam nisso através da música.

  • Direcionando a atenção

Quando o aluno recebe as notas musicais ele precisa prestar muita atenção na leitura delas, assim como em que momento irá utilizar cada nota. Também é importante acompanhar detalhadamente as instruções do professor.

Uma nota a mais ou a menos interfere na composição da melodia, por isso, é preciso direcionar a atenção para todos esses aspectos.

  • Estimulando o cérebro

Estudos comprovam que aprender a tocar um instrumento musical interfere em algumas regiões do cérebro, fazendo com que as respostas de entendimento sejam dadas de maneira mais rápidas.

Quando se escuta uma música, funções cerebrais são ativadas para decodificar timbres, harmonia, modulação, etc., ou seja, mesmas funções exercidas para resolver um problema de matemática, por exemplo.

  • Expandindo as ideias

O individuo que tem contato com a música desenvolve o raciocínio fluido, ou seja, tem a capacidade de sair do óbvio. A música estimula a imaginação, segundo especialistas, quem tem envolvimento com a música é mais criativo do que a pessoas que não tem.

Sem contar que a música é uma arte e toda arte mexe com as nossas emoções, fazendo com que tenhamos uma percepção de nós, enquanto indivíduos, bem como do outro.

Essa sensibilidade permite pensar em várias situações que envolvem contextos diferentes, caminhos diferentes e pessoas diferentes.

Considerações finais

Vale ressaltar que quanto mais cedo à pessoa tiver contato com a música mais vai aproveitar todos os benefícios. Dessa forma, a infância é o período ideal para a inserção em um curso de instrumentos, pois ajuda a criança em todos os aspectos do desenvolvimento.

Contudo, é notório que aprender sobre música é muito mais do que se tornar um profissional da área ou um simples passatempo. Na verdade a música é uma alternativa eficiente para despertar habilidades e conceitos.

Assim, se você gostou de saber como aumentar a concentração das crianças por meio da música, não deixe de conferir outros de nossos textos sobre esse assunto. 

Conheça a metodologia Suzuki

0

A Escola Suzuki de São Paulo é uma escola de música infantil voltada para
disseminar, por meio da metodologia Suzuki, a excelência do aprendizado em
música com foco nos professores, pais e alunos.
Shinichi Suzuki (1898-1998) se inspirou na linguagem materna, que ensina
com amor e encorajamento aos filhos, para criar o método de ensino
direcionado às crianças.
Deseja saber mais sobre essa metodologia, e como ela pode impactar na vida
do seu filho? Então, conheça quais são os diferenciais e características da
Metodologia Suzuki no aprendizado musical das crianças.
Preparamos nesse artigo, mais informações e detalhes sobre essa escola de
música, confira!

Escola de música infantil: conheça a Suzuki
Tendo como norteadora a metodologia Suzuki, o curso ensina muito mais do
que como tocar um instrumento, ensina valores.
Dessa forma, o pilar do método Suzuki é composto por uma filosofia de ensino
focada nos professores, pais e aprendizes, bem como um currículo
sistematizado e técnicas aplicadas por profissionais capacitados.
Detalhamos um pouco cada um desses pilares:

Filosofia Suzuki
A filosofia Suzuki presa pelo social e utiliza a música para aproximar a família,
bem como desenvolver na criança habilidades essências ao seu crescimento.
Dessa forma, não há distinção quanto à idade da criança, muito menos sobre a
capacidade de tocar um instrumento.
A Filosofia Suzuki, criada pelo violinista e pedagogo Shinichi Suzuki (1898-
1998), entende que quanto mais nova a criança e, com o incentivo dos pais,
melhor para o seu aprendizado.

Técnicas de ensino

Através do lúdico, com jogos, atividades dinâmicas, diversidade de repertório, a
criança tem contato com vários conteúdos.
A metodologia vai além das técnicas, o instrutor do curso tem a liberdade de
introduzir nas aulas exemplos reais de casos que podem acontecer ou que
aconteceram com ele mesmo.

Currículo sistematizado
O currículo é composto por um repertório planejado detalhadamente conforme
os instrumentos apresentados. Os livros e CDs tratam os exercícios como
situações reais e não como algo formal, engessado, mas sim descontraídos.
O conhecimento é comum, propício para quem ainda não sabe ler, mas que
acabam por desenvolver esses aspectos de leitura, teorias, repertórios
folclóricos e regionais com as vivencias do curso.

Capacitação de professores
Os professores, na maioria dos casos, são capacitados pela própria Escola de
Música Suzuki. Assuntos como a própria filosofia da escola, conteúdo dos
livros e a importância dos pais no acompanhamento do curso, são abordados
na capacitação.
O estudo da metodologia é fundamental para que o professor saiba proceder
aplicando os princípios básicos do decorrer do curso.

Formação de pais
Conforme pensou Shinichi Suzuki, a criança aprende com amor e
encorajamento. Assim, nada melhor do que ter os pais por perto para
demonstrar esse incentivo aos seus filhos.
Portanto, ao matricular o filho na escola de música, os pais ou responsáveis
pela criança, participam de um treinamento onde se explica mais sobre a
importância da sua participação no aprendizado musical infantil.
Gostou de conhecer mais sobre a metodologia Suzuki? Então não deixe de
conferir outros artigos nossos que falam mais sobre esse assunto, inclusive,
sobre a escola de música infantil.

Transformação das famílias através da música

0

Estudos comprovam que aprender música ajuda no desenvolvimento de vários
aspectos do ser humano como, físico, intelectual e emocional. E quanto mais
cedo o contato com instrumentos e notas melhor.
Na infância, as crianças são mais rápidas em aprender, e estabelecem
habilidades capazes de melhorar o relacionamento interpessoal. Ao aprender
uma música e apresentá-la, seja para a família ou em público, a criança se
sente capaz.
A música é uma arte sensível que tem a capacidade de unir e reunir as
pessoas, é só alguém começar a tocar um violão e outras pessoas já chegam
para acompanhar os versos musicais, ou mesmo só apreciar.
Pensando nisso, a Escola de Música Suzuki de São Paulo, tem como
metodologia primordial a participação da família no aprendizado. Deseja saber
mais sobre os métodos da escola? Confira:

Como aprender música pode atuar na transformação das
famílias?
Os pais são os principais influenciadores e incentivadores dos filhos, também
são eles os responsáveis por matricular e acompanhar as crianças nas aulas.
Quando os pais participam ativamente desse processo, fica mais difícil o filho
desistir de prosseguir ao aprender um instrumento musical.
Nesse contexto, listamos alguns pontos que explicam mais sobre a
metodologia Suzuki, e como ela pode ser benéfica para a família, através da
música. Vejamos:

1. O método Suzuki
De acordo com o professor Shinichi Suzuki (1898-1998), criador do método, a
linguagem materna ensina com amor e encorajamento no âmbito familiar.
Com isso, levando para o ambiente musical, as crianças podem adquirir muito
mais que conhecimentos em música. Dessa forma, quanto mais cedo começar
aprender um instrumento musical, melhor.
Nos pilares da metodologia Suzuki, a referência e participação dos pais sempre
se fazem presentes. É uma filosofia de ensino compor a pirâmide: professor,
estudantes, pais.

2. Orientação aos pais
Ao matricular os filhos na escola de música, os pais ou responsáveis pela
criança, recebem um treinamento.
As instruções feitas por professores e instrutores do curso, recomendam que a
participação dos responsáveis seja fundamental para aplicação do método
Suzuki, bem como no sucesso do filho.
Já que se trata de uma escola que proporciona um clima afetivo e hospitaleiro,
fazer com que os pais entendam e trabalhem isso é o primeiro passo. Assim,
os filhos se comprometem e progridem nas habilidades sócio-emocionais,
cognitivas e motoras.

3. Técnicas de ensino
Para aprender a tocar um instrumento ou uma música, geralmente, existem
técnicas especificas. Na Escola de Música Suzuki, a metodologia permite que o
professor ou instrutor seja livre para adicionar ao método, seus conhecimentos
adquiridos em experiências reias.
Além disso, o profissional é preparado e está sempre renovando os seus
conhecimentos em cursos que integram as disciplinas de filosofia, instrumentos
e vivencias pedagógicas.
Dessa forma, o professor desenvolve senso observatório, de comunicação, e
resolução de conflitos. Sempre voltado ao humano e a família.
Assim, a transformação das famílias através da música se dá pelo conjunto da
obra, dos fatores: pais envolvidos, metodologia afetiva, crianças engajadas.
Aprender música é mais do que saber tocar um instrumento ou uma melodia, é
transformar relações e pessoas em algo muito melhor.

Você sabia que uma criança de 3 anos pode tocar um instrumento musical

0

Estimular crianças desde muito pequenas a aprender um instrumento musical, influencia também no desenvolvimento de habilidades sensoriais delas.

Por isso, quanto mais cedo colocar o seu filho numa escola de música, melhor vai ser o aproveitamento dos benefícios que essa prática oferece. Com a música, o seu filho aprende se divertindo.

Não importa se você acha que seu filho não tem talento, ou que ser músico profissional não está nos planos para o futuro dele. A música transcende esses preceitos.

E sim, uma criança de 3 anos pode tocar um instrumento musical, quer saber como? Preparamos esse texto falando sobre as possibilidades e benefícios de uma criança aprender a tocar um instrumento tão cedo. Confira!

Por que estimular crianças a tocar instrumento musical?

Albert Einstein já dizia: “criatividade é a inteligência se divertindo”. É dessa maneira que uma criança desenvolve suas habilidades importantes para se tornar um adulto bem sucedido em qualquer área.

O contato coma música estimula funções cerebrais que interfere no conhecimento, concentração e criatividade.

Ao aprender tocar um instrumento, a criança aprende também como se comportar diante de adversidades, começa a perceber que para atingir um objetivo é preciso dedicação.

E, convenhamos, não há quem não goste de música. Música relaxa, anima, descontrai, e utilizá-la para aguçar outros sentidos importantes para o desenvolvimento humano, não é sacrifício nenhum.

Iniciação musical

Uma criança de três anos ainda é muito nova para aprender a tocar piano, por exemplo, por isso o primeiro contato será através da musicalização.

A criança irá conhecer sobre instrumentos, melodias, ritmos e suas sensações, nada muito técnico, pois é o momento um momento de descobrimento sobre o universo da música.

Assim, a criança desenvolve também o gosto musical, qual será a sua preferência, qual instrumento será o seu favorito.

Música para todas as idades

Não existe um tempo específico para introduzir a música no cotidiano das crianças, na verdade, ela está presente desde a formação na barriga da mãe.

Nos primeiros anos de vida de uma criança, tudo é novidade e tudo é aprendizado, a criança está conhecendo o mundo. Para saber como escovar os dentes, tomar banho, conhecer sobre cores e o próprio corpo, sempre existe uma canção.

Metodologia Suzuki

O professor Shinichi Suzuki (1898-1998), criou um método em que uma das características é que todas as crianças podem tocar um instrumento musical.

Não precisa demonstrar talento, basta que a criança esteja envolta a um ambiente afetivo e acolhedor tanto na escola quanto em casa.

Com o acompanhamento dos pais e a atenção humanizada dos professores, a criança se sente à vontade e cada vez mais interessada em aprender sobre os instrumentos.

Consequentemente, a criança desenvolve suas habilidades cognitivas, sócio-emocionais, e motoras. Importantes para que no futuro, ela seja um adulto de criatividade, produtividade e feliz.

Estimular crianças a tocar um instrumento musical só lhes traz benefícios, independente de serem muito novas ou não ter predisposição musical, mas o essencial é o desenvolvimento delas. A música é um elemento lúdico para os pequenos aprenderem brincando.